Etiquetas

domingo, 8 de junho de 2014

MALÉFICA (Maleficient) de Robert Stromberg

Maléfica é uma fada boa que se apaixona por um humano, mas quando este a traí pela ganância do poder ela jura vingar-se. Assim, quando ele é rei e tem uma filha, Maléfica amaldiçoa a pequena a picar-se numa roca e adormecer para todo o sempre, a não ser que um beijo de amor verdadeiro a acorde.

Sim, isto é a história da Bela Adormecida, mas desta vez contada pelo lado da fada má. O resultado, apesar de uma visualmente assombrosa Angelina Jolie, é menos negro que o clássico de animação da Disney. O que temos aqui é, para além de um festival de CGI, uma doce pirosice que deve apenas agradar a miúdas de idade inferior a 12 anos e mesmo assim tenho as minhas dúvidas.

Jolie tem o físico adequado ao personagem e tem o seu melhor momento na cena em que lança a maldição, durante o resto do filme pouco mais faz do que passear na companhia do seu corvo. Este, interpretado por Sam Riley, é o personagem mais interessante do filme. Sharlto Copley é um exagerado mau da fita e as três fadas boas são irritantes e não têm graça nenhuma. Elle Fanning é uma doce e sorridente Bela Adormecida e Brenton Thwaites é o seu irritante príncipe que até tem um corte de cabelo, desculpem a expressão, “à foda-se” (leia-se tipo Justin Bieber).


O problema é que já não devo ter idade para estas coisas. Gostei do dragão e de um ou outro pequeno apontamento, mas isso é muito pouco para um filme que parece arrastar-se sem fim. Prefiro mil vezes o filme de animação. Classificação: 2 (de 1 a 10)



Sem comentários:

Enviar um comentário