Etiquetas

domingo, 30 de julho de 2017

DUNKIRK de Christopher Nolan

A História: Durante a Segunda Guerra Mundial, cerca de 400.000 soldados das forças aliadas estão cercados pelos alemães e refugiam-se nas areias da praia de Dunkirk. Aí, enquanto aguardam ser salvos, são alvos fáceis para os caças alemães e a sua única esperança são as pequenas embarcações inglesas que rumam da costa inglesa para Dunkirk.

Os Actores: Caras conhecidas como Tom Hardy, Mark Rylance, Kenneth Branagh e Cillian Murphy, partilham o protagonismo com nomes pouco conhecidos como Fionn Whitehead, Jack Lowden, Aneurin Barnard, Barry Keoghan, Tom Glynn-Carney e Harry Styles. O resultado é equilibrado, realista, convincente, sem heróis ou anti-heróis. Aqui não há estrelas, apenas excelentes profissionais a fazerem o melhor que sabem.

O Filme: Atrevo-me a dizer que este é, até agora, o melhor trabalho do realizador/argumentista Christopher Nolan. Num registo mais realista do que é seu costume, Nolan dá-nos um filme tecnicamente perfeito, mas onde o que conta é o factor humano. Angustiante da primeira à última imagem, é um filme intenso que nos prende à cadeira e que se segue com o coração nas mãos. A nossa ligação com os milhares de soldados que esperam por um milagre nas areias de Dunkirk pode não ser muito íntima, mas é muito emocional e, apesar de não os conhecermos bem e de alguns estarem dispostos a tudo para sobreviver, a verdade é que estamos incondicionalmente do seu lado. Longos planos, efeitos especiais realistas, uma fotografia fabulosa, uma montagem genial, uma banda sonora adequada, pequenas histórias simples, dão-nos uma visão inesquecível e crua de uma guerra que marcou para sempre a história da humanidade. Um dos melhores filmes do ano e, se houver justiça, já um sério candidato aos próximos Óscares. A não perder!

Classificação: 8 (de 1 a 10)
























Sem comentários:

Enviar um comentário