Etiquetas

domingo, 18 de maio de 2014

CAPITAL HUMANO (Il Capitale Umano) de Paolo Virzi

Numa estrada escura, um ciclista é atropelado por um carro e o motorista foge. Os acontecimentos que levam a esse acidente são vistos pela perspectiva de três pessoas que de forma directa ou indirecta estão ligados ao mesmo: o ganancioso e parvo pai da namorada do dono do carro, uma mulher aborrecida com a sua vida de tia rica que é a mãe do dono do carro, uma jovem mais ou menos rebelde que é suposto ser a namorada do dono do carro.

Depois do excelente A GRANDE BELEZA, aqui temos outro bom exemplo da actual cinematografia italiana. Dirigido por mão segura por Paolo Virzi, o filme capta a nossa atenção desde o início e prende-nos ao ecrã com a sua galeria de personagens e os seus problemas, sonhos, ambições e frustações. A acção é vista em três capítulos distintos, que se cruzam e nos vão revelando os vários lados da história.

O elenco, com excepção de Guglielmo Pinelli (o dono do carro), é todo muito bom, com natural destaque para uma excelente Valeria Bruni Tedeschi (a mãe), um quase repugnante Fabrizio Bentivoglio (o pai da namorada) e a bonita Matilde Gioli (a namorada).


No final do filme, fiquei com a impressão que os acontecimentos são baseados em factos reais e achei muito curioso o que significa o “capital humano” para uma companhia de seguros. Classificação: 7 (de 1 a 10)



Sem comentários:

Enviar um comentário