Etiquetas

sábado, 16 de junho de 2012

DRÁCULA 72 de Alan Gibson


Numa sessão da meia-noite em 1979, vi pela primeira vez Christopher Lee a fazer de Drácula e Peter Cushing como Van Helsing. Nesse noite fui um cinéfilo feliz.

O filme começava logo com uma luta entre Drácula e Van Helsing numa carruagem em que morrem os dois. Anos muito mais tarde, nos anos 70, o conde é ressuscitado numa cerimónia Satânica e está sedento de sangue e vingança, desejando a morte de todos os descendentes de Van Helsing.

Muitos anos depois de ter visto este filme, que infelizmente nunca revi, descobri que era considerado uma comédia (na altura não achei nada disso) e visto como uma das produções mais pobres da Hammer. Na minha cabeça, continua a ser um bom filme e, mais que não seja, a presença de Lee e Cushing tornam a sua visão obrigatória para os fãs do género.

Sem comentários:

Enviar um comentário