Etiquetas

quinta-feira, 5 de abril de 2012

QUE DEMÓNIOS SE OCULTAM NA ESCURIDÃO de Curtis Harrington


Este foi o primeiro filme de terror que fui ver sozinho ao cinema. Fazia parte de um ciclo do género organizado pela Cinemateca no Palácio Foz em Setembro de 1977.

Inspirado pela história de “Hansel e Gretel”, o filme conta a história de uma velhota (Shelley Winters) aparentemente simpática, que tem segundas intenções quanto a uma menina que lhe faz lembrar a sua falecida filha. O jovem irmão desta é o único que percebe o que se passa, acha que a velha é uma bruxa e está disposto a tudo para salvar a irmã.

No papel do irmão, o encantador jovem de OLIVER! (filme que tinha visto poucas semanas antes), Mark Lester, mostrava uma faceta mais negra do que as suas feições de querubim revelam. Quanto a Shelley Winters, era muito convincente como a velhota louca. O filme arrastava-se um bocado, mas tinha ambiente.

Sem comentários:

Enviar um comentário